Eventos

Conferência e Congresso

Category:

Eventos

Tamara Rothstein e Leonardo Zonenschein (Grupo Jovem), Sheila Chor (homenageada pelo Grupo Leão de Judá) e Sallo Cerginer (ativista), estiveram em Israel e participaram da 5ª Conferência Presidencial e Congresso Mundial do KH.

Esta foi a maior delegação que já representou o Fundo Comunitário RJ em Israel.

Representantes do Fundo Comunitário  RJ trocam suas experiências

Gilad Shalit com Leonardo Zonenschein e Tamara Rothstein

 

“Já tinha ido a Israel diversas vezes em programas da Agência Judaica, e, recentemente, morei em Israel por 4 anos. Ainda assim, o Seminário Kesher me surpreendeu, oferecendo um novo olhar sobre o país.Pudemos ver, com os próprios olhos, como é essencial o trabalho desenvolvido pelo Keren Hayesod até hoje e compreender o enorme impacto que tem no desenvolvimento do país. A visita ao centro de absorção de etíopes em Mevaseret Tzion foi especial. Fomos recebidos por duas moças que fizeram aliá, há poucos meses, e nos serviram café e o pão tradicional que elas prepararam. Visitamos a sala das crianças de 4 anos, e rezamos com elas o “birkat hamazon” (benção após a refeição). Foi muito emocionante vê-las ali sentadas, vestidas, bem nutridas e falando hebraico. De  alguma forma, me senti parte disso.Estar num grupo com jovens de 18 nacionalidades diferentes foi uma experiência riquíssima. Principalmente quando todos compartilham a mesma paixão e os mesmos objetivos. Aproveitamos os intervalos, entre as atividades, para trocar experiências e aprender sobre as comunidades e campanhas realizadas nos outros países. Isso foi muito inspirador. Além dos contatos informais, tivemos dinâmicas com brainstorming para geração de ideias de novos projetos. Voltei com uma listinha e já comecei a colocá-los em prática.”

Tamara Rothstein

 

Seminário Keshet

 

“Israel é uma realidade construída pelo esforço e dedicação de milhares de judeus. O Seminário Kesher 2013 foi uma excelente oportunidade para conhecer de perto as importantes contribuições que a Diáspora proporciona para o desenvolvimento e crescimento deste país.Foi muito gratificante ver de perto ações financiadas por colaborações de todo o mundo, inclusive da minha cidade, o Rio De Janeiro. Desde projetos ligados à absorção de novos imigrantes, ações sociais com crianças carentes na periferia das cidades israelenses a projetos ligados à formação educacional de jovens.O Seminário contava com jovens lideranças de 18 nacionalidades, o que possibilitou uma grande troca de experiências entre os participantes.O grupo foi recebido pelo primeiro ministro Bibi Netanyahu que transmitiu a todos sinceros agradecimentos por todo apoio que nossas comunidades têm dado a Israel. Tivemos a honra de participar do jantar em comemoração aos 90 anos de Shimon Peres.Após tantos momentos memoráveis, o sentimento ao voltar para o Brasil é  de que esse trabalho precisa ser ampliado e ter o envolvimento de mais pessoas da nossa comunidade local.”  Leonardo Zonenschein


Com Shimon Peres

 

 

“Há 34 anos não ia a Israel!  Sei que pode parecer muito estranho para aqueles que me conhecem e sabem o amor que nutro por este país e pelo povo judeu. Não visito fisicamente Israel mas sempre estive lá espiritualmente.

Mesmo com todas essas palavras iniciais não posso deixar de admitir a importância e a emoção de ter estado lá, depois de tantos anos.  Fiquei  atordoada com o que testemunhei!
Comparecer a comemoração do aniversário dos  90 anos de Shimon Peres foi inesquecível! Nesse evento tive o privilégio de ouvir grandes líderes mundiais de profunda conexão com Israel. Discursos emocionados que demonstraram com veemência a admiração pela dedicação, inteligência e visão de Shimon Peres que transformou, junto com Ben Gurion ,Israel, de sonho para realidade. Mais que isso, um país onde o ser humano é o foco do desenvolvimento. Onde tudo é realizado com o objetivo de dar dignidade, bem estar e qualidade de vida se expandindo para o mundo inteiro.

A festa de comemoração não foi um show hollywoodiano. Foi um evento enaltecedor ao ser humano. A capacidade que podemos atingir quando temos nossa dignidade  garantida.
Shimon Peres teve relatada a sua brilhante história de vida.

Nós pudemos testemunhar que é possível se construir uma nação, onde saúde e educação de excelência, indiscriminadamente, não são propostas utópicas de uma sociedade.
Israel é a prova disso. São 65 anos dessas práticas que tiveram como consequência  o desenvolvimento de alta tecnologia visando sempre o beneficio do ser humano. Israel tem o olhar para o futuro! Mas com a inteligência e a maturidade de não esquecer o passado, sem deixar que ele engesse a capacidade de regeneração e de evolução que o presente apresenta, para cada vez mais, termos um futuro melhor.

O ápice da emoção foi terminar essa comemoração cantando Hatikva em posição de sentido. Ao primeiro acorde, tantas vozes de diversas línguas ecoaram o hino num coro de uma única voz. Um  único povo pertencendo a uma mesma família.
Falamos a mesma língua! Abraçamo-nos como irmãos!
Nesse turbilhão de emoções, as lágrimas de todos espelhavam o profundo orgulho de pertencer a um povo que em 65 anos construiu um país como Israel.
Durante a minha estadia participei de várias palestras, muito interessantes, e enriquecedoras. Desde  “Como se atingir com provas cientificas a felicidade em várias áreas de nossas vidas”, até outra de uma mulher iraquiana que faz um trabalho impressionante, entrevistando  mulheres e crianças bombas suicidas que não  obtiveram sucesso. O objetivo é  tentar entender o que acontecem em suas mentes para ajudar a resolver esse que é um dos maiores problemas atuais de Israel.

Sou brasileira. Nunca esqueço do acolhimento que o Brasil teve para com os nossos antepassados que vieram fugidos do nazismo. Em muitos países fomos rejeitados por termos ultrapassado a “cota”! No Brasil, não!  E isso me traz o orgulho de ser brasileira e de querer que se transforme num país justo e digno para todos. Acredito que se o Brasil se espelhasse em Israel, e todos tivessem saúde e educação de excelência, teríamos a tranquilidade e a possibilidade de progredir intelectualmente, garantindo o desenvolvimento do país.

Estamos atravessando um momento de reflexão e tomada de consciência que poderá ter uma feliz consequência e atingir seus objetivos. E todos nós brasileiros, judeus, estamos de mãos dadas para que tenhamos um país, onde haja a valorização do ser humano.
Como judia não posso deixar de expressar, o orgulho de testemunhar o desenvolvimento de Israel. No evento de comemoração a Shimon Peres, uma única soldada israelense, fardada, apareceu no palco e, olhando para o Presidente, demonstrou, em nome de todo o Exército israelense, o compromisso de honrar e defender Israel com suas vidas, se preciso for. E com esse depoimento emocionante, bateu continência. Imediatamente, o Presidente se levantou e olhando para ela, bateu continência, numa cumplicidade única.
Quando passeamos pelas ruas de Israel, não podemos deixar de observar os soldados espalhados por todos os lugares, dando segurança a qualquer cidadão ou visitante que por ali esteja. Jovens que com suas fardas se transformam em uma muralha de fisionomia ameaçadora, mas que se olharmos para eles, sem as fardas, percebemos a fisionomia leve da juventude “roubada” por uma dura realidade.

Uma jovem turista me relatou que ao perder-se pelas pequenas ruelas de Jerusalém, no escuro, ficou muito amedrontada e se aproximou de um soldado relatando em inglês, o temor por estar ali. Ao que o soldado imediatamente respondeu: “Não precisa ter medo. Estou aqui!”. Uma declaração que demonstra a integridade de um soldado que defende indiscriminadamente quem estiver dentro do seu país.

E nós judeus da Diáspora? O que fazemos por esses soldados e suas famílias que doam suas vidas,  garantindo a sobrevivência do povo judeu no mundo? A contribuição efetiva para a sobrevivência de Israel é o nosso compromisso, trazendo conforto aos jovens soldados israelenses e suas famílias, mostrando apoio, confiança e que estamos de braços dados.”

Sheila Chor

 

Com Benjamin Netanyahu

 

“Tenho visitado Israel com certa frequência. Pelo menos uma vez por ano faço um pouso na terrinha. Sempre me emociono com o que vejo. Em todos esses anos, poucas vezes vivi experiência parecida com a que testemunhei agora. Tive o privilégio de participar, como ativista do Fundo Comunitário, das comemorações pelos 90 anos de Shimon Peres. A programação incluía seminários e palestras sobre os mais diversos temas, o que me proporcionou o convívio com pessoas de várias partes do mundo. Foi um intercâmbio espetacular. Artistas, cientistas, líderes comunitários e políticos, todos juntos para homenagear a história de Israel.  Pura emoção, forte razão! Como diz o famoso comercial de TV,  ver Sharon Stone entrevistando e sendo entrevistada, ver de perto Barbara Streisand cantando o Hatikvá, não tem preço. Mas o que mais me emocionou foi ver políticos como Shimon Peres e Netanyahu,  vindo à sociedade civil para escutar e debater conosco. Uma verdadeira aula de democracia. Voltei de Israel convicto de que estamos realizando um excelente trabalho. Disse “estamos” porque sei que parte desse sucesso advém do esforço coletivo dos judeus da diáspora. Nossa responsabilidade para com a segurança e a prosperidade de Israel tem que ser estimulada e passada de pais para filhos. Para que nossos jovens, no futuro, possam visitar Israel e sentir o orgulho que estou sentindo agora.”

Sallo Cerginer


Veja aqui o relato de Tamara Rothstein sobre o Seminário Kesher

Tags: ,