Registros

Homenagem à Shimon Peres

Category:

Registros

dsc_0560

Um jantar em homenagem a Shimon Peres, Prêmio Nobel da Paz e uma das figuras mais importantes da história do Estado de Israel, fechou com chave de ouro a Campanha 2016 do Fundo Comunitário do Rio de Janeiro. Cerca de 100 pessoas prestigiaram o evento, oferecido pelo casal Eva e Ilan Goldman (presidente do Fundo Comunitário), no último dia 15. A verba arrecadada nessa noite será integralmente destinada à finalização de um Jardim de Infância em Sderot (Projeto Prioritário 2016), onde será colocada uma placa alusiva a esta homenagem. Osias Wurman, Cônsul Honorário de Israel no Rio de Janeiro, Dori Goren, Cônsul Geral de Israel em São Paulo, e Revital Poleg, Diretora da Agência Judaica no Brasil, foram os convidados especiais do evento e emocionaram a todos com depoimentos sobre episódios vivenciados por eles com o lendário homenageado da noite.

dsc_0618

Mônica Schreiber, presidente da Divisão Feminina do Fundo, abriu o evento lendo duas cartas chegadas de Israel e direcionadas a Ilan e Eva Goldman, em agradecimento pela iniciativa da homenagem. A primeira delas foi de Eliezer Moody, e a segunda, de David Koschitzy, que exercem uma dupla governança como Chairman do Keren Hayesod.

dsc_0629

Em seguida, a anfitriã Eva Goldman leu uma carta da ativista Sheila Chor, na qual ela narrava sua emoção pelo privilégio de ter participado em Israel, das comemorações pelo 90º aniversário de Shimon Peres. Logo depois, Eva leu o extenso e emocionante currículo do homenageado. Desde seu nascimento na Bielo Rússia, passando pela imigração aos 11 anos de idade para a Palestina, até o ingresso na Haganá e a consagrada trajetória política.

dsc_0633

Dori Goren, Cônsul Geral de Israel em São Paulo, foi o primeiro convidado especial a falar. Ele destacou três momentos marcantes da história de Israel que estavam literalmente relacionados a Peres. O primeiro, foi o papel de destaque que ele exerceu como negociador de armamentos, em 1950, logo após a guerra, na qual Israel havia saído enfraquecido, e que deu início à indústria militar israelense. O segundo, foi em 1985, quando em meio a uma inflação de 500% ao ano e um desemprego de 20%, Peres fez um acordo de estabilidade com o movimento sindical que reverteu a caótica situação econômica do país, numa vitoriosa guinada. E para finalizar, como não podia deixar de ser, Dori falou sobre o  “arquiteto” da Paz.

dsc_0643

Emoção foi o que não faltou nas palavras de Revital Poleg. Com seu jeito simples ela compartilhou com os presentes momentos vividos ao longo dos sete anos em que teve o privilégio de trabalhar diretamente com Shimon Peres. De 1993 a 2000 ela ficou responsável por dois projetos ligados ao processo de paz: o de Tecnologia na Educação e o Inter-religioso. Revital fez questão de ressaltar o lado humano do estadista, que fazia questão de cumprimentar a todos, se interessar por suas vidas, perguntar suas opiniões e usá-las com frequência. Não deixou de mencionar a voracidade literária de Peres, que chegava a levar cinco livros em cada viagem e os devorava ainda no avião.

dsc_0656

Osias Wurman fez um bonito discurso em homenagem a Shimon Peres. Ele começou sua fala contando sobre a visita de Shimon Peres ao Brasil, em 1990, ocasião em que ele visitou a antiga sede da Manchete, onde foi se encontrar com o amigo Adolpho Bloch. Osias prosseguiu contando sobre a audiência particular que solicitou, em 2002, para pedir a Peres que não fechasse o consulado do Rio. Ao se encontrar com Peres, Osias se apresentou como candidato à presidência da Fierj, no que Peres perguntou: “que tipo de democracia vocês têm lá em que você sequer foi eleito e já está falando em nome da comunidade?” Osias riu e aquietou o político explicando que ele era candidato único. Trinta dias depois do encontro, a situação do consulado já estava resolvida.

Osias falou, também, da enorme emoção que sentiu ao receber um  telefonema em 2004, com a notícia de que uma junta de Embaixadores em Jerusalém o havia indicado ao cargo de Cônsul Honorário do Rio de Janeiro.
Wurman falou de diversas outras ocasiões da trajetória de Peres e encerrou sua fala destacando sua incansável luta pela criação de dois Estados autônomos e o exemplo de paz que ele nos deixou e que devemos perpetuar.

dsc_0669

O presidente do Fundo Comunitário do Rio de Janeiro, Ilan Goldman, encerrou as homenagens agradecendo a presença de todos e explicando que a placa em homenagem a Shimon Peres será descerrada no dia 05 de janeiro, ocasião em que será inaugurado o Jardim de Infância de Sderot. Ao final de sua fala, Ilan pediu a todos que se levantassem para que juntos realizassem a última homenagem da noite. Sob intensa emoção, foi entoado o Hatikva, hino de Israel.

Veja aqui todas fotos
 

Tags: , ,