Eventos

Sionismo é solidariedade e responsabilidade

Category:

Eventos

Por Alberto Moszkowikz

Boa noite a todos,

Agradeço a presença neste 2º encontro de capacitação de ativistas e também aos nossos convidados Renato Aizenman – Jornalista e especialista em Mktg On line e Mario Lev – Presidente do Israel Business Connection.

Gostaria de abrir nossos trabalhos lendo parte do texto que apresentei no 8º Confarad e que contextualiza a questão como podemos ser Sionistas nos dias de hoje.

Li recentemente a declaração do jornalista israelense Yoaz Hendel de que “Ninguém tem o Monopólio do Sionismo ou do Sucesso de Israel”, o que por tabela nos remete ao questionamento de como Israel nestes 64 anos, conseguiu sobreviver e florescer tanto a despeito de tantas adversidades?

Uns atribuem à Hutzpá > patente israelense para contrariar, desafiar, sobreviver, superar, negar o impossível, criar, inovar, surpreender.

Outros aos desígnios de D’us, ao trabalho duro, a solidariedade dos judeus de toda parte do mundo.

A história nos ensina que os judeus sempre foram agentes do progresso e inovação em todos os campos da ciência, dos negócios, das artes, da cultura, em todos os países por onde foram dispersos ao longo dos séculos.

A diferença é que agora, voltamos para nossa casa, para a terra sagrada e prometida para nossos antepassados.

E voltamos graças a D’us, desta vez e para todo o sempre para ficar e para viver, como judeus, em Israel.

Portanto senhores, não há segredo, a história se repete, só com diferença que agora é em causa própria, na casa própria, onde estamos revelando e maravilhando o mundo com o talento e potencial do nosso povo.

Sionismo hoje na minha visão é Achavat Israel – Amor ao seu irmão

É Kol Israel Arevim Ze La Ze – Solidariedade e responsabilidade dos judeus com Israel e de Israel com os judeus

E cada um de nós, que optamos por viver fora de Israel, somos sionistas ativos através do:

Suporte financeiro a Israel e;

Sendo um agente de divulgação de Israel, principalmente no meio não judaico; para combater mentiras da mídia e a campanha de deslegitimização do nosso direito à Terra de Israel;

Israel atualmente é um país rico, com um PIB per capta de quase $ 30 mil, que em 2011 galgou a 17ª posição no IDH – índice que mede o nível de desenvolvimento humano e social entre os países, e que em recente pesquisa se situou como 14º país com a população mais feliz e com mais otimismo perante o futuro.

Muitos de nós somos questionados por contribuintes porque então precisamos continuar a apoiar financeiramente Israel ?

Porque em 64 anos Israel absorveu 3 M de judeus de toda parte do mundo, o equivalente aos EUA absorverem uma França no mesmo período;

Porque a absorção e integração de uma família de Olim de 4 pessoas custa $ 31 mil no 1º ano; em 2011 foram 20 mil novos Olim e em 2012 este número deve crescer com a liberação para Aliá dos últimos 8 mil judeus etíopes;

Porque infelizmente ainda, 1/3 das crianças judias em Israel vivem em famílias com renda abaixo da linha de pobreza;

Porque existe uma grande disparidade educacional, social e de renda em Israel, decorrente da Aliá, cujo combate e mitigação consomem 64% da arrecadação global do Keren Hayesod / Fundo Comunitário, atualmente em torno de $ 160 M;

Porque em contrapartida, boa parte do dinheiro arrecadado nas 60 campanhas em 45 países retorna para as comunidades judaicas em todo mundo através dos programas da Agência Judaica, que beneficiam e fortalecem os vínculos das comunidades locais com Israel, sobretudo entre os jovens das escolas judaicas e movimentos juvenis;

É por isso senhores, estamos aqui hoje para nos informarmos e capacitarmos para fazer mais e melhor o nosso trabalho.
Essa é uma causa justa e pela qual vale a pena trabalhar, pedir contribuição, ouvir alguns não, mas também muitos obrigados por estarmos dedicando nosso tempo e esforços pelo que é de todos nós.

Muito obrigado a cada um de vocês pelo muito que já fazem e que com bênçãos abundantes de D’us, farão ainda muito mais.

Tags: ,