Nossa Campanha

Um advogado que coleciona amigos

Category:

Nossa Campanha

1947657_1530336540515002_7863041277213622966_nRespeitado dentre e fora da comunidade, Arnon Velmovitsky  é um  proeminente advogado do Rio de Janeiro.  Em sua longa trajetória pessoal e profissional colecionou amigos e a simpatia dos que têm o privilégio de desfrutar de seu convívio. Ativista comunitário, faz questão de transmitir os valores judaicos aos três filhos. O jantar de shabat, organizado por sua esposa Lenise, é uma das tradições que a família cultua com prazer.

. Como vê a responsabilidade dos judeus da diáspora em relação ao Estado de Israel?

– Israel é a nossa “casa”, “porto seguro” que irá nos acolher em caso de necessidade. Assim, vejo que é fundamental contribuir para a pujança do Estado Judeu, pois a sua existência é que nos dá respaldo e tranquilidade para viver na diáspora.

. Por que escolheu o Fundo Comunitário para apoiar?

– O Fundo Comunitário é uma instituição séria, que presta contas dos valores arrecadados de forma transparente.  Os frutos de cada administração demonstram o empenho e capacidade dos gestores, que exercem os cargos sem qualquer remuneração.

. Fale um pouco sobre sua vida comunitária? Em quais instituições judaicas participou e o que o levou a esta iniciativa?

-Participei dos grupos universitários e Conselho Universitário  na minha adolescência, fui um dos fundadores do Clube da Barra, no qual montei toda a estrutura administrativa,  participei da direção do Colégio  A.Liessin, tendo exercido os cargos de diretor jurídico, vice-presidente do Colégio, Presidente do Conselho. Sou atualmente vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil Israel e conselheiro nato do A.Liessin.

. Como vê a atuação da comunidade judaica carioca em relação aos fatos que acontecem com os judeus em Israel e no resto do mundo?

-Os novos dirigentes eleitos da FIERJ, que serão empossados em breve, demonstram o firme propósito de empreender trabalho consistente em defesa de nossa comunidade, fiscalizando diuturnamente tudo o que acontece,  para evitar toda e qualquer agressão a qualquer membro de nossa comunidade.

. Qual é hoje a prioridade dos judeus em relação ao fortalecimento da nossa comunidade?

– Acredito que é importante a participação de todos. A recente passeata, com mais de 2000 pessoas, mostrou a nossa força. É disso que precisamos, da conscientização de todos em relação a gravidade do momento e da necessidade de participar cada vez mais, para evitar que novas agressões venham a ocorrer.

. Fale um pouco sobre seu trabalho profissional e áreas de atuação.

-Sou advogado militante na área civil, com 32 anos de exercício ininterruptos da profissão, especializado em  direito imobiliário. Exerço atualmente o cargo de vice-comodoro de assuntos jurídicos do Clube dos Caiçaras, Presidente da Comissão de Direito Imobiliário do IAB- Instituto dos Advogados Brasileiros, Ouvidor Geral da OAB-RJ e do IAB e membro do ABAMI – Associação dos Advogados do Mercado Imobiliário.

. Fale sobre a sua família e a herança judaica que seus pais passaram para você?

-Tenho três filhos – Alex, Ana Carolina e Rachel, que estudaram no A.Liessin e todos três cursam a faculdade de direito na PUC, frequentaram a Chazit, participaram do programa “Shnat”.  Lenise, companheira de quase três décadas, sempre estimulou a prática da cultura judaica, com a presença constante no Shabat e comemoração de nossas datas festivas. Aprendi com os meus pais a valorizar e manter as nossas tradições, indispensáveis a perpetuação de nossa cultura.